quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Festival de Cinema de Brasília começou na última terça com homenagem a Glauber Rocha




Uma das atrações da abertura do festival foi a exibição de uma cópia restaurada do filme "Deus e o Diabo na Terra do Sol", no ano em que se celebra 50 anos da obra prima do cineasta baiano


A escolha de "Deus e o Diabo na Terra do Sol" como filme de abertura se deve ao aniversário de 50 anos de lançamento do longa. A homenagem contará com a presença de dois filhos de Rocha, Paloma e Henrique, e do ator Othon Bastos.
A exibição de uma cópia restaurada de "Deus e o Diabo na Terra do Sol", de Glauber Rocha, marca a abertura do 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro nesta terça-feira (16). Até 23 de setembro, serão exibidos mais de 60 filmes em mostras competitivas e paralelas.

O cineasta Eduardo Coutinho, que morreu em fevereiro, também será homenageado com uma mostra paralela que exibirá seis de seus filmes: "As Canções", "Babilônia 2000", "Santo Forte", "Edifício Master", "Jogo de Cena" e "O Fim e o Princípio".

A mostra competitiva deste ano é formada por seis longas: "Branco Sai. Preto Fica", de Adirley Queirós; "Brasil S/A", de Marcelo Pedroso; "Ela Volta na Quinta", de André Novais Oliveira; "Pingo D'Água", de Taciano Valério; "Sem Pena", de Eugenio Puppo; e "Ventos de Agosto", de Gabriel Mascaro.

Além disso, 12 filmes também competem na mostra de curtas-metragens, cujo vencedor será premiado com R$ 35 mil. Para os longas, o prêmio é de R$ 250 mil.

As duas mostras competitivas serão exibidas todos os dias, às 20h30, nos seguintes locais, simultaneamente: Cine Brasília, Teatro da Praça de Taguatinga, CG do Gama, Teatro de Sobradinho e SESC de Ceilândia.

A programação ainda inclui oficinas, debates e seminários com profissionais como o técnico e editor de som José Luiz Sasso, o preparador de atores Sérgio Penna, a montadora Karen Akerman e o documentarista Joel Pizzini.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!