segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Seminário discute desafios e perspectivas do circo e teatro de rua no Brasil




Dado que o teatro de rua é percebido, antes de mais nada como uma prática artística que se contrapõe aos discursos autoritários - desde mesma forma de apropiação do espaço urbano - surge o interrogante de como os teatristas de rua se relacionaram e se enfrentaram ao regime militar e aos discursos autoritários que predominaram no país nas décadas de 60, 70 e 80, e articularam a reconstrução das práticas criativas do teatro de rua no seio do novo regime político de signo democrático
Artistas do circo e do teatro, políticos, acadêmicos e representantes do poder público se reúnem nesta segunda-feira (11) no seminário O Circo Teatro de Rua e a Cidade, na Escola Nacional de Circo, no centro do Rio de Janeiro. O encontro, que tem patrocínio da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Cultura, é gratuito e começa às 10h. A proposta é discutir avanços, desafios e perspectivas para a realidade circense atual.

O seminário foi criado no ano passado pelo Grupo Off-Sina - companhia de circo-teatro de repertório itinerante que desenvolve trabalhos sobre o teatro popular e a arte do riso. Integrante do grupo, a artista Lilian Moraes, palhaça Currupita, explicou que o encontro deste ano tem como tema Registro e Memória: da tradição oral para a escrita.

“Dentro da tradição circense, todos os ensinamentos são passados por meio da tradição oral entre as gerações das famílias circenses. É preciso ter consciência da importância de se resgatar a memória e ter o registro escrito das histórias circenses e dos personagens para que não caiam no esquecimento”, disse Lilian.

A artista contou que o encontro também vai discutir os instrumentos necessários para fortalecer a presença do circo nas cidades brasileiras. “O circo e o teatro de rua são importantes instrumentos da construção da cidadania cultural”, ressaltou. “Temos vários espaços de criação e produção, porém ainda poucos espaços de discussão, de estudo, aprofundamento de pesquisas. O seminário traz essa oportunidade do encontro para discutir esse tema tão relevante para nossa área”, completou ela.

Na ocasião, será lançado o Almanaque de 25 anos do Off-Sina, publicação que reúne testemunhos, imagens e informações sobre a história e o trabalho do grupo.

Referência: EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!