domingo, 24 de agosto de 2014

Se você busca apenas se divertir, “Os mercenários 3” é uma boa pedida

Barney (Sylvester Stallone) e sua trupe de mercenários resgatam Doc (Wesley Snipes), um dos integrantes originais do grupo, que estava preso há oito anos. Logo em seguida eles partem para cumprir uma missão, onde têm uma grande surpresa: o reencontro com Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que Barney acreditava ter matado. Antigos colegas que se tornaram inimigos, Barney e Conrad agora se enfrentam em um grande duelo onde os demais mercenários são também envolvidos
Lá estão os sessentões ostentando o que resta da farta musculatura dos tempos de fortões do cinema. A exemplo dos dois primeiros filmes, lançados sempre em intervalos de dois anos (2010 e 2012), os roteiros criados pelo próprio Stallone, é o mote para reunir os maiores astros de ação das décadas de 80 e 90 em um mesmo filme.


Nos filmes anteriores marcaram presença Mickey Rourke, Bruce Willis, Jean Claude Van Damme e Chuck Norris. Já na terceira aventura da série, além de Gibson e Ford, mais dois veteranos se unem ao grupo: Wesley Snipes e Antonio Banderas - que já interpretaram vilões que lutaram contra Stallone em O Demolidor (1993) e Assassinos (1995), respectivamente.

Cabe a Banderas roubar a cena interpretando o paranoico e falante Galgo – claramente inspirado no personagem Burro, da animação Shrek -, ele volta a mostrar o seu lado comediante e passa a impressão que se diverte com o papel o tanto quanto o expectador. Aliás, a diversão é clara entre todos os atores da produção, o que acaba contagiando o público.

 Contrariando as convicções sobre o ego de Sylvester Stallone, ele não se importa de servir de escada para os outros, apesar de ser um ator multimilionário e consagrado, dentro das suas limitações dramáticas.


Para a versão número 4, vários nomes são cotados para participar, entre eles Pierce Brosnan e Steven Seagal, que já foram cotados para participar desta terceira aventura e são dados como certo para a próxima. Confirmado mesmo só o ex-lutador de luta livre Hulk Hogan, que fez o anúncio no perfil nas redes sociais.

Quem procura filmes com profundidade e conteúdo dramático deve passar longe dos cinemas onde o filme está sendo exibido. Se este é o seu caso, procure por filmes de Fellini, Almodovar ou Woody Allen, mas se quer diversão,ver muita pancadaria e tiros à vontade, pode entrar, pegar a pipoca e o refrigerante pois a diversão é garantida.

Euriques Carneiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!