quarta-feira, 9 de julho de 2014

Uma marca no tênis: no dia 09 de julho de 1877 foi disputado o primeiro torneio de Wimbledon



Wimbledon foi o lugar que transformou o tênis em um esporte competitivo e, por isso, permanece há mais de 130 anos como o mais importante evento do calendário internacional. Talvez o mais charmoso, sem dúvida, o mais intrigante. Wimbledon é disputado em quadras de grama, cultivada durante o ano inteiro para servir como uma espécie de “tapete verde” aos melhores tenistas do mundo

Disputado pela primeira vez em 9 de julho de 1877, Wimbledon é o terceiro (em ordem cronológica), dos quatros torneios Grand Slams disputados anualmente. Lá é possível assistir aos jogos comendo morangos com chantilly e, na grande maioria das vezes, segurando um belíssimo guarda-chuva, afinal, chove e muito em Londres na época em que o torneio é disputado (final de junho e início de julho). Mas, a verdade é que a chuva é um mero detalhe, ou até mesmo um dos tradicionais “detalhes” que caracterizam o evento – em Wimbledon, nada tira o brilho dos jogadores e seus velozes golpes de saque/rede.

A tradição é mantida quase como uma questão de honra. A data de início do torneio, por exemplo, é marcada como se obedecesse a um calendário litúrgico: seis semanas antes da primeira segunda-feira de agosto. O primeiro jogo do torneio só acontece às duas da tarde, quando os restaurantes e cafeterias do clube são abertos para servir o famoso chá inglês. Tudo é claro, com aquela pontualidade britânica.

O nome do torneio, Wimbledon, homenageia o bairro onde se localiza o All England Lawn Tennis Club, na Worple Road. É um bairro elegante localizado no sudoeste de Londres. Além do clube e do Wimbledon Lawn Tennis Museum, que reúne um dos maiores acervos tenísticos desse esporte, o bairro é também conhecido pelos seus pubs. Está a 16 quilômetros do centro da capital inglesa. Sua principal rua, High Street, de origem medieval, tem uma bela igreja além de pubs, restaurantes e lojas.

O clube possui 20 quadras de grama, incluindo a quadra central, cinco de piso sintético, quatro de saibro e cinco cobertas. Lá, os detalhes fazem a diferença. Os postes das quadras, por exemplo, são de madeira, mantendo o estilo rústico do século passado. Tudo teve início em 1868 com a criação do clube, destinado basicamente para a disputa de críquete, e com sede em Worple Road, em Londres.

Em 1875, o major britânico Walter Clopton, incluiu a modalidade tênis de campo entre as atividades disputadas no clube que acabou tendo seu nome alterado, passando a ser chamado de All England Lawn Tennis e Cricket Club. Porém, o clube ainda não possuía as instalações necessárias para a prática dessa nova modalidade esportiva, pelo menos não do jeito que os fundadores do clube desejavam.

Sendo assim, a diretoria da época resolveu promover um torneio de tênis cujo principal objetivo era arrecadar fundos para consertar os equipamentos que permitiam aparar a grama além de construir outras quadras. Dessa maneira foi disputado, em 1877, o primeiro “Tennis Championship”, que contou com a participação de 22 jogadores. Cerca de 200 pessoas prestigiaram o torneio, que teve as quadras arranjadas de forma que a principal delas ficasse no centro das outras – surgia então, o termo “quadra central”, tão praticado no tênis.

Entram as mulheres

Em 1884, houve a primeira competição feminina, com 13 jogadoras, e Maud Watson ficou com o título. No mesmo ano, começou a ser disputado o torneio de duplas masculino através de troféu doado pelo Oxford University Lawn Tennis Club.

Conforme a popularidade de Wimbledon crescia, as facilidades para os espectadores aumentavam. Lugares fixos foram substituindo gradualmente as acomodações temporárias para que o público, sempre crescente, pudesse assistir aos gêmeos Ernest e William Renshaw, que juntos ou não ganharam 13 títulos entre 1881 e 1889.

Atualmente, o domínio pertence a Roger Federer que fez seis finais seguidas e ganhou cinco delas, entre 2003 e 2007, chegando ao hexa em 2009 e ao hepta em 2012. Nesse ano, Murray disputou a final pela primeira vez e chorou de decepção, ao perder para o suíço Federer. Em 2013, no entanto, foi à decisão e enfim acabou com o jejum de 77 anos, provocando verdadeira euforia entre os britânicos.

No evento de 2014 encerrado no domingo, 06.07, um certo clima de insatisfação foi criado entre os jogadores e a organização do torneio, já que a tradição exige que os atletas utilizem roupas brancas e alguns deles usaram peças íntimas de cor. Com o decorrer da partida e o suor dos jogadores, a cor das roupas de baixo apareciam sob os calções brancos, gerando reclamações dos organizadores e alguns protestos dos tenistas pela rigorosidade da staff organizador de Wimbledon.

Os últimos anos têm sido de inovações. Em 2008, o torneio finalmente igualou a premiação entre homens e mulheres; na temporada seguinte, veio a mais importante modificação, com a inauguração do teto retrátil da Quadra Central. O teto é acionado em caso de chuva, leva 10 minutos para ser completamente fechado e, uma vez colocado na partida, ficará até o final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!