sexta-feira, 11 de julho de 2014

Localidades onde os seus habitantes ostentam invejável longevidade chamam à atenção dos estudiosos, mas uma em especial desafia os pesquisadores: Icaria, na Grécia





Icaria (também conhecido como Ikaria) é uma das mais belas ilhas gregas. A ilha está situada no Mar Egeu, 19 km a partir de Samos. Levou o seu nome de Ícaro, filho de Dédalo, na mitologia grega, que se acredita ter caído no mar nas proximidades após o seu mal sucedido voo. É muito montanhosa e em alguns pontos bastante inacessíveis, com verdes vales, falcões selvagens e algumas praias incríveis


São chamados pelos cientistas de Zonas Azuis: lugares onde as pessoas vivem por muito tempo, e bem; várias ultrapassam a casa dos 100 anos na boa – a média de expectativa de vida no Brasil é 73 anos, segundo a Síntese de Indicadores Sociais do Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE). O que mais surpreende os demógrafos, no entanto, vem agora: na maioria das Zonas Azuis, o homem possui quase tanto tempo de vida quanto a mulher. 
Não é um fato apenas incomum. É inédito para a ciência. Na maior parte do planeta, a mulher morre bem depois que o homem.Uma ilha no Mar Mediterrâneo. Uma no Mar Egeu. Uma no Mar da China Oriental. Uma península na Costa Rica. Uma cidade no Condado de San Bernardino (EUA). Lugares que parecem ser exóticos. Mas não (só) por isso ganharam fama. Tornaram-se celebridades por esbanjar um valioso recurso natural: longevidade de alta qualidade

ICÁRIA, GRÉCIA

Icária é uma utopia comunista onde nenhum viajante a negócios é permitido. São aceitos apenas os que querem visitar o país para aprender os princípios de sua sabedoria e difundi-los em suas pátrias. Uma pequena soma, proporcional ao tempo de permanência, precisa ser paga na entrada, mas tudo o mais é gratuito. Não há guardas ou alfândegas em Icária: essas ocupações são consideradas infamantes.

Sua capital, Icara, foi inspirada no que há de melhor na arquitetura do resto do mundo. Estábulos, hospitais, padarias, fábricas e armazéns estão todos na periferia e os habitantes moram no centro, onde as ruas são limpas, amplas e retas. Todas as residências têm sacadas ou balcões e nenhuma tem mais de quatro andares. Cada uma delas tem um jardim e é dever e direito de cada cidadão mantê-lo belo para o bem da cidade.

A ilha, no Mar Egeu, é repleta de fontes termais radioativas que, de acordo com os gregos antigos, têm poderes curativos. Mas os verdadeiros segredos dos habitantes de Icária não podem ser medidos com um contador Geiger: esses caras sabem que peixes comer e quando dormir.

Mastigue humor

A depressão – problema que encurta a longevidade – é excepcionalmente rara entre os homens de Icária, indica pesquisa grega. Outro estudo da Grécia descobriu que os icários que comem cerca de 312 g de peixe por semana possuem 66% menos chance de desenvolver depressão do que aqueles que consomem menos. Na alimentação dos bem-humorados, consta muita sardinha e tope (um tipo de tubarão). É um cardápio repleto de ácidos-graxos ômega-3, incluindo EPA e DHA, que aumentam a velocidade de transmissão de substâncias que regulam o humor. Invista nesses peixes e em outros que também são cheios de ômega-3: salmão, arenque, atum. Dois filés por semana está de bom tamanho – cada um costuma ter de 120 g a 150 g.

Tire sonecas
Após o almoço, vá até o carro e faça uma sesta. Ela é o costume de 84% dos homens mais velhos de Icária – todos com mais de 90 anos -, revela estudo grego. Outro, da Universidade de Atenas (Grécia), mostra que sonecas regulares e de meia hora podem reduzir em 37% mortes ligadas à doença cardíaca. “O cochilo pós-almoço se soma ao sono da noite anterior. Não tira do de hoje à noite”, diz Christopher W. Winter, diretor médico do Centro de Medicina do Sono do Hospital Martha Jefferson (EUA).

Valorize as afinidades
Sustento espiritual pode ser importante à longevidade: segundo artigo no periódico internacional Annals of Epidemiology, quem participa de cultos religiosos semanais possui menos chance de morrer nos próximos oito anos que quem nunca participa. Não curte religião? Ok, há como obter o mesmo efeito sem embarcar numa. Encontre-se regularmente com pessoas de mentalidade semelhante à sua, para nutrir sua alma. Realizar trabalho voluntário também faz bem – combate a depressão, de acordo com estudo israelense.

Leve o descanso a sério
Entre os hábitos altamente salutares, eles reservam um dia da semana só para o repouso. Assim, reexamine seu tempo fora da atividades profissional: você está realmente relaxando? Ou engata numa maratona de bares, trabalha em casa e presta serviço de táxi aos filhos? Divida sua agenda. Não precisa guardar um dia inteiro só para o relax – na praia, no sofá, no parque. Um meio dia já funciona para turbinar a vitalidade – que tal uma caminhada ao ar livre?; andar na natureza aos sábados é hábito que traz ótimos resultados. Segundo pesquisa no Journal of Environmental Psychology, periódico internacional, caminhar ao ar livre revigora mais que em ambientes fechados como os das academias dotadas de ar refrigerado. Aproveite os meses de calor e fique mais jovem. Tintos para o verão

Para resfriar, procure vinhos de uvas com menos tanino, mais leves, diz José Luiz Alvim Borges, presidente da Associação Brasileira de Sommeliers. “Isso porque refrigerar um vinho reforça a adstringência.”

Para finalizar, um adágio popular da ilha repetido por uma das moradoras de Icara, resumindo a sua disposição para estar de pé sempre antes das 7 da matina: “quem dorme até tarde, não pega peixe”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!