quinta-feira, 31 de julho de 2014

Com a pretensão de levar ao ar o século 21, a produtora Oca Filmes comprou os direitos para adaptar o personagem do cartunista Ziraldo para a TV




Uma primeira temporada de 26 episódios, baseados no primeiro livro do personagem, de 1980, está em produção e em negociação com os canais pagos infantis 

“Livro eu sei fazer, mas agora tenho que fazer desenho animado. Eu estava esperando essa aliança minha com a modernidade”, afirma Ziraldo.

Ele deve palpitar na nova produção e ceder enredos completos. Segundo ele, além do Menino Maluquinho, o Bichinho da Maçã e o Bebê Maluquinho, outros personagens criados pelo cartunista, terão filmes curtos, de cerca de um minuto. “Vai ser parecido com aquelas coisas bonitinhas que todo mundo gosta de ver no YouTube. Um bebezinho fazendo gracinha é a coisa mais gostosa do mundo”, diz.

Para o Bichinho da Maçã, Ziraldo afirma ter 2.500 anedotas. Como são mais curtas, as animações dos dois personagens devem ser finalizadas antes mesmo da série do Menino Maluquinho e disponibilizadas na internet. Já o Menino Maluquinho, rodeado apenas pela família nos livros feitos por Ziraldo, ganhará uma turma de dez amigos nesse trabalho.

Estética

O curioso é que o formato escolhido pela equipe desenvolvedora foi a animação em 2D, na contramão dos grandes estúdios internacionais, como Dreamworks (‘Shrek’) e Pixar (‘Toy Story’).

De acordo com Guilherme Alvernaz, sócio fundador da produtora que está à frente do projeto, o formato faz sentido para seu público-alvo, crianças de 7 a 12 anos. “Essa faixa etária não gosta de 3D em série de TV. Para eles, 3D só é legal no cinema”.

A lógica, para ele, é que no cinema as produções recebem mais tempo e dinheiro e portanto ficam com uma qualidade superior ao que é feito no formato para a televisão. “O principal motivo de fazer em 2D é manter o traço. É uma escolha estética”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!