sexta-feira, 13 de junho de 2014

Em Cannes, Tarantino comemora os 20 anos de 'Pulp fiction', um marco na história do cinema



Cineasta dançou com John Travolta e Uma Thurman no tapete vermelho e foi sobejamente reverenciado pelo ainda cultuado longa de 1994, que levou a Palma de Ouro no festival francês 

O cineasta americano Quentin Tarantino participou nesta sexta-feira (23) de uma entrevista coletiva no Festival de Cannes para comemorar os 20 anos do cultuado filme "Pulp fiction", que levou a Palma de Ouro no evento em 1994. Durante o encontro, o diretor desta vez esteve em um bate-papo com amigos do mundo do cinema e eles fizeram uma lista com os dez cineastas atuais "mais excitantes".

Para Tarantino, o espanhol Pedro Almodóvar está entre os dez mais. De acordo com ele, o adjetivo se refere aos cineastas que ainda não rodaram seu melhor filme. "Podemos estar errados, pode ser que esteja já por trás em sua carreira, mas não sabemos. Acontece o mesmo com os músicos", comentou Tarantino, também diretor de "Django livre"(2012) e "Cães de aluguel" (1992).

Em todas as listas de cineastas que respeita, mas que não citou, apareceram os americanos David Fincher, diretor de filmes como "Seven" (1995), "Clube da luta" (1999) e "O curioso caso de Benjamin Button" (2008) e "A rede social" (2010); e Richard Linklater, de "Antes do amanhecer" (1995), "Antes do pôr do sol" (2004) e "Waking life" (2001).

"Para mim é um mistério que Pedro Almodóvar não estivesse em todas as listas", comentou Tarantino, sobre o diretor de "Volver" (2006), "Tudo sobre minha mãe" (2002) ou "A pele que habito" (2011).

O filme

Dirigido de uma forma altamente estilizada, Pulp Fiction narra três histórias diferentes, todavia entrelaçadas, sobre dois assassinos profissionais, o gangster que os chefia e sua esposa, um pugilista pago para perder uma luta e um casal assaltando um restaurante, na violenta Los Angeles de década de 90. Boa parte do filme é destinado a conversas e monólogos que revelam as perspectivas de vida e o senso de humor das personagens. Como já se tornou corriqueiro na filmografia de Tarantino, a trama é apresentada sem obedecer uma ordem cronológica e firmal.

O filme, cujo título é uma referência às revistas Pulp, populares durante a metade do século XX e caracterizadas pela sua violência gráfica, é conhecido por seus diálogos ricos e ecléticos, mistura irônica de humor e violência, narrativa não-linear, uma série de alusões a outras produções cinematográficas e referências à cultura pop. Pulp Fiction foi indicado a sete Oscar, incluindo Melhor Filme; Tarantino e Avary ganharam o prêmio de Melhor Roteiro Original. Também venceu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de1994 e ainda hoje é cultuado pelos cinéfilos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!