quarta-feira, 25 de junho de 2014

Além de um dos destinos mais bonitos do Brasil, Porto de Galinhas sai na frente e incorpora itens de acessibilidade e ações de sustentabilidade





Porto de Galinhas, uma das joias do litoral pernambucano é muito mais que uma praia de areia branca, águas transparentes, piscinas naturais e coqueiros a perder de vista, ao contrário de muitos destinos turísticos brasileiros, está ainda melhor com o passar dos anos


A principal praia de Porto de Galinhas também virou exemplo de acessibilidade. Lá, o mar ganhou um novo significado para pessoas com mobilidade reduzida. O projeto Praia Sem Barreiras, disponibilizou quatro cadeiras anfíbias, uma esteira de acesso ao mar de 10 metros de comprimento e quatro profissionais da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Rodas da Liberdade, capacitados para o banho assistido, incorporando mais um atrativo: os serviços acima são oferecidos gratuitamente.

Programa imperdível, o passeio de jangada até os arrecifes descobertos, esculpidos com pequenas formações, é uma experiência inesquecível. A sensação de nadar na companhia dos peixes é incrível. E diferentemente do que os jangadeiros faziam há alguns anos, hoje é proibido alimentá-los com miolo de pão, sendo permitido apenas o uso de ração. E quando uma porção é jogada na água, peixinhos de diversas cores e tamanhos fazem um espetáculo de encher os olhos.

As pessoas que visitarem o local também podem desfrutar de um passeio de jangada adaptada com cadeiras anfíbias (R$15) e mergulho adaptado (por volta de R$250) que só poderá ser feito após a apresentação do laudo médico. O projeto só funciona na maré baixa de quinta a segunda-feira. Para melhor atender aos visitantes, foi promovido um treinamento para jangadeiros, garçons, salva-vidas e para a equipe de mergulho.

A combinação de sol e o mar cristalino, com variações de verde, continua no passeio de bugre até Muro Alto, onde fica a maioria dos resorts de luxo. É lá perto o palco para outro espetáculo: a soltura de filhotes de tartarugas marinha da espécie Eretmochelys imbricara (tartaruga-de-pente), quando rumam para o oceano. Simplesmente encantador o trabalho do Projeto Ecoassociados.

Acesso fácil para portadores de necessidades especiais

Uma rota acessível também foi criada para facilitar o acesso dos turistas ao "Praia Sem Barreiras". Uma faixa de acessibilidade foi instalada durante toda a Rua da Esperança. O caminho tem início na parada de ônibus, também projetada para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, e vai até a Praça das Piscinas Naturais. Além disso, a Prefeitura do Ipojuca, município onde está situada a praia de Porto de Galinhas, também instalou no local placas de acessibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!