sexta-feira, 23 de maio de 2014

Um dos maiores mitos do cinema em todos os tempos, Sophia Loren lança curta do filho em Cannes 2014 e recebe justa homenagem




Perto dos 80 anos, Sophia Loren fez sua grande participação no Festival de Cannes 2014 na manhã da última quarta-feira (22). A atriz apresentou o Cannes Classics, que exibe filmes antigos e obras-primas da história do cinema em cópias restauradas, brincou com câmera de fotógrafos e ganhou aplausos ao falar em francês


Perto de completar 80 anos – ela faz aniversário em 20 de setembro –, Sophia Loren se mostrou cheia de energia em Cannes, onde é a convidada de honra da 67ª edição na seção Cannes Classics. A participação celebra os 50 anos de um de seus filmes mais emblemáticos, "Matrimonio all'italiana", de Vittorio de Sica, que tem ainda Marcello Mastroianni. Um filme que a atriz tem "verdadeiramente no coração", segundo afirmou em francês depois de o delegado-geral de Cannes, Thierry Frémaux, dizer que podia se expressar em italiano e ser traduzida em francês por seu filho Edoardo.

A atriz italiana Sophia Loren apareceu no Festival de Cannes, na França, onde apresentou um curta-metragem. Ela recebeu uma pequena homenagem e demonstrou que continua sendo uma personalidade. Sophia falou com jornalistas, nesta terça e quarta (21), e posou para fotos ao lançar o filme "La voce umana", de seu filho Edoardo Ponti.

"Por quê? Eu posso falar francês", disse a atriz, provocando risos do auditório. "Matrimonio all'italiana" é um filme que Sophia Loren fez com dois dos homens mais importantes de sua carreira cinematográfica – De Sica, com o qual colaborou em oito filmes, e Mastroianni, seu "grande amor do cinema e da TV".

Após a exibição, foi apresentada a cópia restaurada de "Matrimonio all'italian"', um retrato certeiro da hipocrisia da sociedade italiana dos anos 1960. Sophia Loren interpreta uma prostituta, Filumena Marturano, que é tirada da rua por um rico napolitano, Domenico Soriano (Mastroianni) que, por acreditar que tem pouco de vida, lhe propõe casamento.

Uma das interpretações mais conhecidas de uma atriz que foi a primeira a ganhar um Oscar por um papel em que não falava inglês, "Duas mulheres" também lhe valeu o prêmio de interpretação de Cannes de 1961.

Ela tem uma longa história com o festival francês. Além do prêmio, foi presidente do júri da competição oficial em 1966 e apresentou oito filmes em diferentes seções desde 1955. A homenagem de Cannes à italiana foi encerrada com uma palestra magistral da atriz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!