quinta-feira, 1 de maio de 2014

Um dos maiores lighting designer aqui radicados, morre Peter Gasper



Aos 73 anos, o iluminador Peter Gasper, faleceu vítima de infarto, no Rio de Janeiro. Muito identificado com o Brasil, ele chegou aos 11 anos, junto com a família, em busca de uma vida nova

Segundo amigos próximos, Gasper foi internado nesta quarta-feira (31/4), ainda pela manhã, após sofrer um infarto. Mas, à noite, ele passou mal novamente e os médicos não conseguiram reanimá-lo. Seu primeiro contato com a iluminação arquitetônica ocorreu no início dos anos 1980, com o projeto que desenvolveu para a reiluminação do Sambódromo, no Rio de Janeiro. 
Começa ali sua parceria com Oscar Niemeyer, pautada pela sintonia entre o viés plástico dos projetos do lighting designer e a arquitetura escultural de Niemeyer.Nascido na Alemanha mas radicado no Brasil desde criança, Peter Gasper começou a trabalhar na TV Tupi e na Rede Globo na década de 1960. Ele presenciou a passagem da televisão em preto e branco para a colorida e, em consequência, o movimento de profissionalização da iluminação de entretenimento no país.
Em recente entrevista, o lighting designer falou sobre os momentos principais de sua trajetória e as abordagens da iluminação arquitetural. “Eu não consigo iluminar uma residência na qual o dono ou o arquiteto me aceitem apenas porque sou barato ou porque sou amigo de alguém”, afirmou Gasper.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!