quinta-feira, 3 de abril de 2014

Recuperados quadros de Gauguin e Bonnard roubados há 40 anos



Dois quadros dos pintores franceses Paul Gauguin e Pierre Bonnard, roubados em Londres na década de 70, foram recuperados em Itália, informou hoje o Ministério da Cultura

Os dois quadros foram roubados em Londres em 1970 e foram recuperados há cerca de um mês, acrescentou o general Mariano Mossa, responsável pela unidade da polícia da tutela do património.As pinturas foram recuperadas pela polícia italiana. Os quadros em causa são «Fruits sur une table ou nature au petit chien» de Gauguin, com um valor estimado entre 10 e 30 milhões de euros, e «La femme aux deux fauteuils» de Bonnard, precisou o ministro da Cultura italiano, Dario Franceschini, em conferência de imprensa.

Abandonados depois do roubo num comboio entre Paris e Turim, foram colocados nos "perdidos e achados" e depois leiloados. Acabariam por ser comprados por um trabalhador da Fiat, apaixonado por arte, que pendurou os quadros na cozinha.

Principais obras de Gauguin:

1. O Cristo Amarelo (1888) - A arbitrariedade no uso das cores (o Cristo é amarelo, a copa das árvores é vermelha) renega o realismo. O rosto de Cristo tem sua fisionomia.

2. Jovem taitiana com uma flor (1891) - Um dos primeiros quadros pintados por Gauguin no Taiti.

3. Duas mulheres na praia (1891) - A vida simples dos nativos taitianos, em um dos quadros mais famosos desta fase do artista.

4. De onde viemos? O que somos? Para onde vamos? (1897) - O quadro que pintou após receber a notícia da morte da filha e antes de tentar suicidar-se.

5. Jovens taitianas com flores de manga (1889) - Os seios desnudos de duas jovens do Taiti mostram o lirismo e a inocência do paraíso polinésio.

Pieerre Bonnard
O artista pintou mais de 300 obras que retratavam a energia vibrante daquela região. A obra "Vista do atelier do artista, Le Cannet" foi criada apenas dois anos antes da sua morte, o caminho indefinido e o fundo colorido não são mais do que uma abstração das formas em relação aos trabalhos anteriores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!