segunda-feira, 28 de abril de 2014

A magia da cerâmica de Maragogipinho BA continua forte e vibrante, ano após ano

O distrito de Aratuipe que atende pela simpática denominação de 'Maragogipinho', pode não ter um artista ceramista com a fama internacional do “Deus do barro” Vitalino de Caruaru, mas já está colocando peças nos mercados mais chiques do sul do país

Na chegada a Maragogipinho é possível encontrar ceramistas na porta da casa polindo peças em toda a comunidade e, logo após, senhoras e mocinhas, nas portas de suas casas ou em grupos.
A produção é variada mas, o que mais impressiona mesmo é a quantidade de “porquinhos” nas varandas, secando ou nas mãos das brunideiras. São comuns os casos em que lojas do sul do país compram toda a produção.

Com a produção maciça de determinadas peças, - a exemplo dos mealheiros em forma de ‘porquinhos’, - já não é tão fácil encontrar exemplares mais trabalhados como famoso boi bilha, as travessas maravilhosas e outros motivos, principalmente na decoração.
A comunidade de Maragogipinho tem toda a sua economia centrada na produção de cerâmica. Quem não trabalha diretamente o barro, também depende dele para sobreviver, a exemplo de mercadinhos, lanchonetes, armarinhos e os indefectíveis bares que estão em cada esquina.

Ceramistas de renome na região como Rosalvo Santana ( santeiro), trabalha quase que exclusivamente sob encomenda. Taurino ( Seu Zé) um dos mais expressivos, ainda trabalha com motivos originais de Maragogipinho. Lá é possível encontrar no meio de variadas peças, um boi bilha.
Tem ainda o ‘Padre’, que faz namoradeiras diferenciadas ( estão na moda em todas as comunidades ceramistas no nordeste do país) e Miro, que mantém um pouco da cerâmica tradicional, e tem contatos em São Paulo. Antenado, está buscando assessoria para fazer uma cerâmica mais moderna para atender o mercado lá de fora.

Atração maior da Feira dos Caxixis de Nazaré das Farinhas

Considerada uma das maiores e mais antigas feiras de artesanato em cerâmica ao ar livre, a Feira de Caxixis, que acontece há mais de 300 anos no município de Nazaré das Farinhas, abriga diversos atrativos. Os visitantes lá encontram, entre outras opções, milhares de artigos decorativos e utilitários feito em cerâmica e confeccionados pelos oleiros de Maragogipinho, distrito de Aratuípe, município vizinho a Nazaré. As peças ficam expostas em 150 stands espalhados no Circuito Caxixis. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!