quarta-feira, 19 de março de 2014

Cão da raça mastiff torna-se o mais caro do mundo ao ser vendido por 2,7 milhões de reais



Ele é apenas um filhote da espécie mastiff tibetano, uma das raças mais antigas do mundo, mas alcançou um recorde mundial e tornou-se o cachorro mais caro do planeta ao ser vendido por cerca de R$ 2,7 milhões na China

Recentemente, os mastiff tibetano tiveram seu preço inflacionado, tornando-se símbolo de status e poder na China, por ser considerada uma raça pura da terra, dificilmente encontrada fora do Tibete. Os mastiff são cães de porte avantajado e excelentes guardas. Segundo historiadores, eles ficaram vigiando acampamentos nômades e mosteiros no planalto tibetano durante séculos, sendo considerada uma das raças mais antigas do mundo.

“Eles são considerados uma espécie perfeita”, disse ao “The Telegragph” Lu Liang, o criador que vendeu o exemplar mais caro do mundo. “Estes cães têm excelente genes e sempre são cães fáceis de educar. Quando comecei este negócio, há dez anos, nunca imaginei que um dia alcançariam este preço”.

O criador não deu detalhes sobre a venda do filhote, por se tratar de informações confidenciais, mas revelou que o comprador pagou 10 milhões de yens (equivalente a mais de 2 milhões de reais) e é um milionário, barão do carvão, residente do norte da China.

“Eu pude ver que ele amava o cachorro, do contrário, não teria vendido. O comprador disse que considerava um bom investimento. Por ser um cão macho, pode ser ‘alugado’ para outros criadores e, desta forma, o dinheiro será recuperado em pouco tempo”, concluiu.

Os filhotes criados por Lu são alimentados com frango e carne bovina temperados com exóticas iguarias chinesas, como pepinos do mar. “O preço se justifica. Nós gastamos muito dinheiro na criação dos cães. Temos salário de muitos funcionários a pagar”, disse.

Histórico da raça
O Mastiff é um cachorro de trabalho e já foi usado para inúmeras funções em outros tempos: na caça, na guerra, para guarda pessoal e patrimonial. Hoje, é essencialmente um cão de guarda e de defesa. A cinofilia lhe tem grande estima, tanto por seus dotes estéticos como pelas qualidades psicofísicas.

O Mastiff, apesar de sua força, é um cachorro amoroso e tranquilo com a sua família. É desconfiado com estranhos e sabe utilizar de sua ferocidade se for obrigado a atacar. É sem dúvida, um cachorro de porte grande, volumoso, vigoroso e simétrico. É uma mistura de força, coragem, bom humor e docilidade, combina grandiosidade com boa natureza. 

O Mastiff tem um nariz largo, olhos pequenos e afastados, de cor avelã. As orelhas são pequenas, finas ao tato. A cauda da raça Mastiff tem implantação alta, é larga na raiz, que vai se afinando até a ponta e a pelagem é curta e espessa, geralmente de cor fulvo, abricot ou tigrado. Em qualquer uma dessas variedades, o focinho, as orelhas, a trufa e as pálpebras devem de cor preta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!