Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Um “Easy Rider” de carro e com final feliz: é como poder ser encarado 'Amor de BR', do escritor e jornalista Joaquim São Pedro



Viajando sem compromisso de horário, os sentidos aguçados, as paisagens e a sinalização ditam o ritmo, início meio e fim de uma jornada que se mistura ao fluxo do pensamento e transita entre passado, presente e futuro. São características presentes no livro de contos Amor de BR, do escritor e jornalista Joaquim São Pedro

Quem já viajou sozinho uma ou mais vezes por uma longa estrada, por horas a fio, mãos no volante, olhar revezando-se entre a sinalização e as paisagens, com pensamentos ora no passado, ora no presente e ora no futuro, sabe que não se chega ao destino sendo a mesma pessoa que início aquela jornada.

A solidão de uma viagem emociona, faz rir e chorar. Traz lembranças e juras de que os erros cometidos não serão repetidos. Uma viagem feita incontáveis vezes, ainda que repetindo o mesmo trajeto, nunca será igual à outra. Surpresas aparecem de todas as formas. Neste caso, o importante é ter atenção no asfalto e a certeza do que o deslocamento tão longo pode representar perdas e danos profundos. Mas pode representar também o recomeço.

No livro de contos “Amor de BR”, o jornalista Joaquim São Pedro faz uma viagem pela BR-040, primeiramente determinado a ir buscar a mulher que o deixou, aproveitando, porém, a imensidão da estrada, recheada de histórias, para dizer a si no que errou e onde poderá acertar para que ela volte. O livro foi lançado no restaurante Feitiço Mineiro, na 306 Norte, na última terça-feira (25), pela Editora Thesaurus.

Para o autor, a incapacidade de compreender o eu, de saber (re)conhecer as próprias virtudes e os próprios defeitos, fazem dos personagens dos onze contos que compõem o livro “Amor de BR”, pessoas tão comuns quanto intensas. Capazes de abandonar a própria existência.

Fazer, por exemplo, da espera uma razão de viver é pouco para dar sentido a uma vida? Talvez. E abrir mão de um amor para servir ao próximo? Isto também não seria claro com retrato de uma autoestima baixa, capaz de reduzir a condição humana à servidão? O que quer alguém que está sempre fazendo do sofrimento, próprio ou alheio, a sua tábua de salvação? Assim caminham os personagens dos contos “Diário de uma espera (ele e ela)”. “Amor de BR” não tem a pretensão de ser algo filosófico, político. O seu autor e o editor não negariam, porém, que tem tudo para despertar um bom debate sobre o existencialismo. E não seria difícil para o leitor se identificar com algum personagem e dizer: já passei por isso.

O livro de contos “Amor de BR” é a segunda obra do jornalista mineiro Joaquim São Pedro, criado no Rio e que mora em Brasília, há 19 anos. O livro tem 160 páginas. A editora Thesaurus teve a preocupação de produzir uma obra leve e capaz de ser devorada em poucas horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!