Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

domingo, 22 de dezembro de 2013

Retorno do quadro Mona Lisa ao Museu do Louvre completa 100 anos



O italiano Vicenzo Perugia escondeu por dois anos a pintura em seu apartamento e foi preso depois de tentar vendê-la em um antiquário na Itália e, após o roubo, a obra-prima italiana solidificou seu status como a pintura mais famosa do mundo 
Vicenzo Perugia, funcionário do museu, foi o ladrão de uma das mais valiosas obras de arte do mundo. Na noite anterior, Vicenzo escondeu-se em um armário na sala onde estavam expostas as obras da era do Renascimento e passou a noite toda lá esperando o melhor momento para furtar Mona Lisa. Pela manhã, após as empregadas da limpeza terem deixado a sala, o ladrão tirou o quadro da parede sem que notassem. 

O planejamento do roubo demorou três meses e foram precisas 26 horas para que alguém notasse a sua ausência.No dia 21 de agosto de 1911, desaparecia o quadro mais famoso do mundo: Mona Lisa ou La Gioconda, como também é conhecida. A pintura de Leonardo da Vinci estava exposta no Museu do Louvre, em Paris, em uma época em que a segurança do museu não era muito eficaz. Um quarto dos milhões de objetos expostos ficava sob proteção de apenas 150 guardas.

Mona Lisa ficou escondida no apartamento de Vicenzo Perugia, em Paris, por dois anos. Ninguém o descobriu até que ele tentou vender, na Itália, a obra de arte a Alfredo Geri por 500.000 libras. O dono do antiquário se negou a comprá-la e denunciou Vicenzo às autoridades francesas. O ex-funcionário do Museu do Louvre foi preso e condenado a um ano e 15 dias pelo roubo. O ladrão alegou que o roubo havia sido um ato de patriotismo, já que a obra, na opinião de Vicenzo, deveria pertencer à Itália.

Um dos mistérios que nunca foi desvendado é se Vicenzo levou o quadro sozinho. A obra de Leonardo Da Vinci apesar de pequena, era pesada para ser carregada por um homem só. O quadro com dimensões entre 76,8 x 58 centímetros foi emoldurado com uma talha de madeira, frequentemente usada no Renascimento.

Dezembro de 2013 marca a volta de Mona Lisa ao Museu do Louvre, onde passou a ganhar uma proteção especial. Atualmente, seu sorriso está protegido por um vidro à prova de balas além de uma parafernália eletrônica que torna a façanha de Vicenzo Perugia algo impensável para os dias de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!