Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Audálio Dantas e Verissimo são os grandes vencedores do Prêmio Jabuti



Os escritores Audálio Dantas, de 84 anos, e Luis Fernando Verissimo, de 77 anos, foram os grandes vencedores do Prêmio Jabuti 2013, realizado na noite desta quarta-feira (13), em São Paulo

Ao receber o prêmio, Dantas afirmou que é escritor, mas também personagem de seu livro. "Vi de perto e senti o medo e o horror daqueles dias de outubro de 1975. Vlado vive", afirmou. O escritor contou que a fase de pesquisas para o livro durou 30 anos.

 Já a redação da obra demorou cerca de um ano e meio. Dantas venceu o prêmio de livro do ano de não ficção pela obra "As Duas Guerras de Vlado Herzog: da perseguição nazista na Europa à morte sob tortura no Brasil". Verissimo ganhou o prêmio do livro do ano de ficção por "Diálogos Impossíveis". Além das estatuetas do prêmio, cada um recebe R$ 35 mil.

Dantas aproveitou para lembrar a importância da Comissão da Verdade no esclarecimento dos fatos ocorridos durante o regime militar. "Esse período da ditadura militar, que completa 50 anos em 2014, tem muito ainda o que ser dito. Isso pertence à história, e a história não pertence a uma ou duas pessoas. A história pertence, no caso, à sociedade", afirmou.

O escritor e jornalista afirmou, ainda, que nenhum governo eleito após a redemocratização do país teve coragem de "enfrentar de frente" a questão dos arquivos da ditadura. "A Lei de Acesso informação ajuda. Mas ainda há muitos documentos do período ditatorial que não são disponibilizados para o conhecimento público", disse.

Luis Fernando Verissimo não compareceu à cerimônia, realizada na Sala São Paulo.

Além dos prêmios de livro do ano, a CBL (Câmara Brasileira do Livro), organizadora do evento, entregou ainda as estatuetas do prêmio aos primeiros, segundos e terceiros colocados em 27 categorias (veja abaixo). Além dos troféus --entregues a todos os premiados-- os primeiros colocados em cada categoria recebem também recebem R$ 3,5 mil.

Em 2012, após a polêmica envolvendo a nota de um dos jurados, as vencedoras do Livro do Ano de Ficção e Não-Ficção foram, respectivamente, Stella Maris Rezende e Miriam Leitão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!