Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Artista Aldo Bonadei é homenageado com exposição em São Paulo



FAPESP homenageia o artista paulista Aldo Bonadei, que baseou a obra pela pesquisa e que se situa entre o figurativismo e o abstracionismo, do qual foi pioneiro no Brasil

Embora a pintura seja predominante em sua obra, Aldo Bonadei produziu muitos desenhos, gravuras e trabalhou, ainda, criando figurinos de moda para teatro e cinema.

Aldo Claudio Felipe Bonadei, descendente de imigrantes italianos de classe média, nasceu em São Paulo, em 1906, interessando-se pela pintura desde a infância. Iniciou seus estudos em artes em 1923, com os pintores acadêmicos Pedro Alexandrino e Antonio Rocco. Cursou, ainda, desenho e artes no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo.

 Em 1930, foi estudar na Academia de Belas Artes de Florença. Retornou a São Paulo no ano seguinte e, em 1935, passou a integrar o Grupo Santa Helena, formado por pintores, em sua maioria autodidatas, imigrantes ou descendentes de imigrantes, que compartilhavam ateliê no Palacete Santa Helena, na Praça da Sê.

 Em 1937, transfere seu ateliê para a casa, no bairro de Moema, em que residia com a família e onde sua mãe e irmã mantinham uma oficina de costuras e bordados e com a qual o artista colaborava realizando, além de desenhos de modelos, trabalhos de manufatura.

"Pode-se dizer que, na história da arte brasileira, poucos artistas tiveram tão grande envolvimento com a pesquisa plástica como Bonadei, que teve a busca de inovação como uma constante em sua trajetória. Nela surgem pesquisas de materiais, de meios de expressão artística e das principais tendências que marcaram o projeto estético da época em que viveu, inclusive com reflexões sobre o seu próprio trabalho".

O texto acima, escrito por Lisbeth Rebollo Gonçalves, professora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e diretora do Museu de Arte Contemporânea (MAC/USP), para o catálogo da exposição comemorativa dos cem anos de nascimento de Aldo Bonadei, define o percurso estético do artista.

Inicia-se no desenho e na pintura acadêmica, mas, alguns anos depois, integra o Grupo Santa Helena que tem como uma das suas características – ao lado da pintura ao ar livre, de paisagens urbanas e suburbanas de São Paulo, e da pintura em ateliê, de modelos e naturezas-mortas – a liberdade de pesquisa da construção do espaço plástico, da cor, da forma.

Nos anos 1940, inicia a pesquisa da abstração, a partir do seu contato com a música: pinta ou desenha as sensações que a música lhe provoca. Pesquisa também o cubismo, mas não abandonará jamais por completo o figurativismo. Na verdade, ao longo de seu percurso artístico, Bonadei alternará fases abstrata e figurativa.

Bonadei participou da Família Artística Paulista e foi um dos fundadores da Oficina de Arte (O.D.A.). Faleceu em São Paulo, em janeiro de 1974.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!