Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Acusação de corrupção causa novo abalo no Balé Bolshoi de Moscou



Após o afastamento de Anatoli Iksanov em julho passado, cercado de escândalos e acusações de corrupção, dessa vez o pivô é a bailarina americana Joy Womack: "Disseram-me que tinha que pagar 10.000 dólares para obter um papel de solista em um espetáculo''

Na acusação, a bailarina americana afirma que pediram a ela 10.000 dólares para se tornar solista, em uma entrevista publicada nesta quarta-feira (13) por um jornal de Moscou. A artista é a primeira americana a estudar na academia de dança do Bolshoi, tendo sido admitida em 2012.

O demitido Iksanov esteve à frente do mítico balé durante os últimos 13 anos e foi substituído por Vladimir Urin, até então, diretor do teatro musical moscovita Stanislavski e Nemerovich-Danchenko, mas já enfrenta novo caso de corrupção 
"Diziam-me: 'Joy', você não tem padrinho, deveria ter um (...). O diretor Izvestia, nega veementemente: “No nosso teatro as coisas são feitas de outra maneira".

A bailarina americana deixou o Bolshoi e agora trabalha para o balé do Kremlin, uma companhia de Moscou muito menos prestigiada, afirma não querer levar o caso aos tribunais.

Estas revelações se somam a uma série de escândalos no teatro russo desde que o diretor artístico Serguei Filin foi atacado com ácido no mês de janeiro e ficou gravemente ferido no rosto e nos olhos. Em setembro ele voltou novamente ao trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!