Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

domingo, 20 de outubro de 2013

Violino do diretor de orquestra do Titanic é arrematado por US$ 1,45 milhão em leilão que durou apenas dez minutos para atingir seu preço final




Quem assistiu ao filme Titanic certamente se lembras das cenas de corre-corre e alvoroço dos passageiros querendo embarcar nos poucos botes disponíveis, enquanto um pequeno grupo de músicos cumpria a missão de entretenimento e, mesmo diante do caos, tocam estoicamente os seus instrumentos

Um desses instrumentos, o violino de madeira rosa do diretor da orquestra do Titanic, que foi encontrado num sótão inglês em 2006, foi leiloado neste sábado na Inglaterra por 1,45 milhão de dólares (3,18 milhões de reais), 101 anos depois do naufrágio do navio.

O leilão durou apenas dez minutos para atingir seu preço final e deixou os presentes impressionados. "Estamos encantados", afirmou Christine Aldridge, porta-voz da casa de leilões Henry Aldridge & Son, que avaliava a peça entre 236.000 a 354.400 euros.

A venda bate um novo recorde para um objeto do Titanic. O anterior tinha sido estabelecido por um mapa do navio de quase dez metros e que foi usado durante a investigação posterior ao naufrágio de abril de 1912, vendido há dois anos por 355 mil dólares (737 mil reais).

O instrumento data de 1880 e é de origem alemã, e teve posteriormente acrescida a marca Giovan Paolo Maggini Brescia, segundo a casa de leilões Henry Aldridge & Son, encarregada da venda. "Seu estado reflete sua vida agitada, com sinais de restauração e grandes fissuras no corpo do violino", acrescentou. Só lhe restam duas cordas.

Foram necessários sete anos para certificar a origem deste violino, que milagrosamente sobreviveu à tragédia, explicou Andrew Aldridge, da casa de leilões. O violino pertenceu a Wallace Hartley, diretor da pequena orquestra do Titanic.

No momento em que o navio afundava, Hartley decidiu tocar o hino religioso "Mais perto de ti, Deus meu", em uma tentativa de acalmar os passageiros que tentavam entrar nos poucos botes salva-vidas, segundo contaram os sobreviventes.

Os oito músicos morreram e o restos de Wallace Hartley permaneceram dez dias na água antes de serem recuperados. "O violino estava numa bolsa de pele presa ao corpo", contou Andrew Aldridge. Pouco depois da tragédia, a mãe de Wallace Hartley declarou à imprensa: "Sabia que ele morreria abraçado a seu violino. Era apaixonadamente apegado a esse instrumento".

O Titanic naufragou nas águas glaciais do Atlântico Norte em sua viagem inaugural na noite de 14 de abril de 1912 depois de se chocar com um iceberg. Das cerca de 2.200 pessoas a bordo, morreram mais de 1.500. Para muitos, esse naufrágio foi símbolo da arrogância do homem moderno castigada pela natureza e, para alguns, também foi o prelúdio da decadência do império britânico, que viria a sofrer outros golpes ao longo do século.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!