segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Morre escritor Oscar Hijuelos, primeiro autor hispânico a ganhar o Pulitzer de melhor obra de ficção



Aos 62 anos, quando disputava uma partida de tênis, morre o escritor cubano-americano Oscar Hijuelos, vencedor do prêmio Pulitzer de 1990 e autor do livro "Os Mambo Kings Tocam Canções de Amor"

O escritor cubano-americano Oscar Hijuelos, ganhados do prêmio Pulitzer em 1990 pelo romance "Os Mambo Kings Tocam Canções de Amor", morreu neste sábado (12), aos 62 anos. De acordo com sua agente, Jennifer Lyons, o autor sofreu um ataque cardíaco quando jogava tênis em Nova York. Hijuelos foi o primeiro autor hispânico a ganhar o Pulitzer de melhor obra de ficção. O autor nasceu em Nova York, filho de pais cubanos, e dedicou boa parte de sua obra a histórias que tratam da adaptação de latino-americanos aos costumes dos EUA.

Publicado em 1989, "Os Mambo Kings Tocam Canções de Amor" conta a história de dois irmãos cubanos que viajam de Havana a Nova York para começar uma orquestra. O livro virou filme, com Armand Assante e Antonio Banderas no cinema. Filho de imigrantes cubanos nos EUA, Hijuelos nasceu em Nova York. No ano passado, a história ganhou continuação com a publicação de Bella María de mi Alma.

Quando era pequeno, visitou Cuba com a mãe e adoeceu, ficando hospitalizado por um ano. "É claro que doenças acontecem em todos os lugares e crianças adoecem em diversas circunstâncias, mas o que ouvi durante anos de minha mãe foi que algo cubano quase me matou e, no processo da cura, dissipou minha 'cubanidade''", escreveu, em autobiografia de 2011.

A experiência influenciaria sua trajetória como escritor, com grande parte de sua obra abordando as dificuldades da imigração cubana e de construção de uma identidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!