Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

"Caminhos do Tempo - 20 anos em 20 joias" é uma celebração de trajetória, do designer de joias cearense Cláudio Quinderé




Hoje consagrado, Cláudio Quinderé destacou-se por imprimir, principalmente, na nobreza da prata, do ouro, das pérolas e das pedras, figuras como folhas, flores, pássaros, formas geométricas e crucifixos 

Da pedra bruta faz-se a joia rica: o trabalho de extrair beleza e preciosidade da rocha exige calma, paciência e, sobretudo, dedicação. A exposição "Caminhos do Tempo - 20 anos em 20 joias" é uma celebração de trajetória, perseverança e evolução artística do designer de joias cearense Cláudio Quinderé. Há duas décadas no trabalho manual com os metais preciosos, Quinderé lidava com a mente e os anseios alheios antes de encontrar-se no design de joias, em 1993.

Psicólogo com especialização em psicanálise lacaniana, o artista achou o seu verdadeiro 'eu' após um curso de designer em Vancouver, no Canadá. Abandonou a área em que exerceu sua graduação por oito anos para abraçar um novo ofício que trazia um pouco de infância: o pequeno Cláudio era fascinado por pintar, mas a arte em três dimensões, como as esculturas, era o que mais o encantava.

Hoje sinônimo de reconhecimento e qualidade, Cláudio Quinderé destacou-se por imprimir, principalmente, na nobreza da prata, do ouro, das pérolas e das pedras, figuras como folhas, flores, pássaros, formas geométricas e crucifixos em miscelânea com palha de buriti, fios de seda, renda de labirinto, couro e linho.

"A criação é individual, todo o trabalho é feito à mão, a confecção é toda artesanal. Pode até repetir o modelo, mas a peça sempre vai ser uma peça única", explica Quinderé, que trabalha em conjunto com outros três ourives no ateliê de Fortaleza. As peças são vendidas principalmente pela Internet. Os preços variam de acordo com o material e o trabalho empregados: brincos e anéis custam de R$ 200 a R$ 400, os braceletes ficam na faixa de R$ 550 a R$ 1100; e os colares têm valores ainda mais variados. A cada ano, Cláudio Quinderé lança duas ou três coleções.

A exposição tem curadoria da Quadraria Coletivo de Ideias que, na opinião do próprio designer, foi muito feliz na escolha das 20 peças referenciais de sua trajetória artística. A proposta é uma retrospectiva de assuntos, estilos e técnicas utilizados para conceber joias até hoje mantidas no processo artesanal de confecção. As obras misturam a prata 950 - matéria-prima de destaque de Cláudio Quinderé - com elementos regionais, como a renda de labirinto, e naturais, como a seda da palha do buriti, palmeira proveniente do nordeste brasileiro.

Um dos destaques é a coleção Tramas do Buriti, compostas por peças ecologicamente corretas e exclusivas. O conjunto foi selecionado para duas edições da Bienal Brasileira de Design, em 2010 e 2012, e para a exposição Joia Brasil em Paris, por ocasião do Ano do Brasil na França, em 2005. Também representou o Ceará na exposição itinerante Jewels from Brazil, que circulou por quatro cidades inglesas divulgando o design do Brasil fora das fronteiras do País.

Materiais

A prata é um dos elementos de superação do artista. "Quando comecei a trabalhar com prata no Ceará, ela não era valorizada como joia. Foi um desafio trazer a prata como um metal tão nobre como o ouro", conta o designer. De acordo com ele, tornou-se uma meta do seu trabalho colocar " o design como mais importante que o material", já que é no trabalho feito em cima dos metais e das pedras que se mede o valor da peça. Além da prata, outra favorita vem dos mares. "Adoro pérolas.

Acho que a pérola misturada à prata dá uma nobreza à prata. A pérola é um material muito clássico", explica Cláudio Quinderé.

A mostra-homenagem ao designer cearense foi aberta nesta quinta-feira às 19h no Espaço Cultural Porto Freire e ficará em exposição até 25 de janeiro de 2014. Ao longo desse período, Quinderé vai ministrar oficinas conceituais gratuitas e abertas ao público sobre design de moda, design de interiores e design de acessórios.

Fonte: diario de fortaleza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!