Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A Europa e seus 10 melhores e mais badalados museus


Museu do Louvre: "a jóia da coroa"

Conhecer um museu de arte/história é como embarcar na primeira classe de uma máquina do tempo e viajar pelos principais fatos do passado, seja por meio de quadros, esculturas, roupas, fotos ou documentos


Paris, Londres, Amsterdã, Atenas, Berlim… cada um desses lugares reserva ao visitante uma quantidade e uma variedade enorme de museus. São coleções valiosíssimas e que levariam muitos e muitos dias para serem exploradas de maneira adequada.Não seria exagero, portanto, afirmar que as melhores exposições do mundo, ou pelo menos boa parte delas, estão situadas na Europa que, não por acaso, também é conhecida como o Velho Continente.

A Europa é o berço cultural da civilização ocidental e possui, indiscutivelmente, os melhores e mais completos Museus do Mundo, como o Louvre, o do Vaticano, a Acrópole, o Van Gogh, entre outros. Selecionamos os 10 melhores e mais badalados museus europeus.

Prado – Madrid, Espanha
Com um dos acervos de pintura mais completos do mundo, o museu conta com quase nove mil obras, mas apenas 1300 estão em exposição. As meninas, de Velázquez, é o quadro mais famoso, mas há outros por onde escolher, como as pinturas de El Greco, Goya, Bosch, Botticelli, Rubens ou Caravaggio. Destaque também para a arquitetura da ala renovada do museu.

Louvre – Paris, França
É o museu mais visitado da Europa e as longas filas comprovam isso. Nem só de Mona Lisa vive este espaço em Paris, mas a fama da obra de Leonardo da Vinci contribui para atrair todos os anos milhões de visitantes. Destaque para a Vênus de Milo, a Vitória de Samotrácia e para a ala dedicada ao Egito. Rembrandt, Miguel Ângelo e Rubens são outros artistas representados.

Galerias Uffizi – Florença, Itália
Na magnífica cidade de Florença, as Galerias Uffizi merecem uma visita obrigatória. O apogeu artístico do tempo da família Medici perdura até os nossos dias, com exemplo de obras únicas para a humanidade. Não perca o Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli, A Anunciação, de Leonardo da Vinci, ou as várias obras de Rafael ou Durer.

Vaticano - Roma, Itália
A Igreja Católica Apostólica Romana juntou, ao longo dos séculos, um patrimônio incalculável em valor artístico e financeiro. Uma pequena parte pode ser apreciada no Museu do Vaticano, com destaque para o famoso teto da Capela Sistina, de Michelângelo, e para obras de Caravaggio, Rafael e Da Vinci.


Acrópole – Atenas, Grécia
A capital grega é um poço de antiguidade e é aqui que podem ser apreciados os melhores vestígios de uma civilização brilhante. Inserida no complexo mais visitado de Atenas, não perca a Acrópole, o Pártenon, as suas fundações, o templo de Athena Nike e as fabulosas colunas da época.

Belvedere – Viena, Áustria
No coração de Viena, o Museu Belvedere abriga – além de outros pontos de interesse como os magníficos jardins – a maior coleção de pinturas de Gustav Klimt. O Beijo, a obra mais conhecida do pintor, tem direito a uma sala própria onde se pode apreciar toda a magnitude deste trabalho da escola vienense de art nouveau.

Ludwig – Colônia, Alemanha
O ponto alto deste museu é a coleção pop art, uma das maiores fora dos EUA, agregando obras assinadas desde o início do século XX, bem como uma considerável mostra de trabalhos russos de avant-garde, do período entre 1906 e 1930. Além disso, o museu alemão dá também grande destaque ao espanhol Pablo Picasso e a algumas centenas de trabalhos dos mais variados períodos da sua produtiva vida de pintor.

Van Gogh – Amesterdão, Holanda
Dedicado à obra de Vincent van Gogh, trata-se de um museu de autor que merece uma visita detalhada. Além dos trabalhos do carismático pintor holandês, destaque para as obras de outros artistas seus contemporâneos, como Paul Gauguin. Os Girassóis é uma das obras de referência de Van Gogh que você não poderá perder neste museu.

Tate Gallery – Londres, Inglaterra
A colecção da Tate é a imagem da arte Britânica desde o século XVI, mas há mais para ver, como obras do Sul e Leste da Europa, Sudeste Asiático e América do Norte e Latina. São mais de 66 mil obras de cerca de três mil artistas, em que se destacam os trabalhos de J.M.W. Turner e Pablo Picasso.

Hermitage – São Petersburgo – Rússia
Nesta impressionante cidade russa, não perca um museu igualmente grandioso. O Hermitage está aberto ao público desde 1867 e neste complexo de seis edifícios podem ser apreciados alguns dos mais marcantes exemplos de arte pré-histórica, antiguidades egípcias e clássicas, arte decorativa e joalheria, arte espanhola, holandesa, italiana e alemã e trabalhos de arte moderna de Matisse e Kandinsky ou dos impressionistas Renoir, Monet e Gauguin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!