sexta-feira, 6 de setembro de 2013

‘Os Pobres Diabos’, de Rosemberg Cariry, encerrará o 23º Cine Ceará


A ficção inédita “Os Pobres Diabos”, dirigida e roteirizada pelo cineasta cearense Rosemberg Cariry, encerrará com uma exibição especial a 23ª edição do Cine Ceará – festival ibero-americano de cinema, no dia 14 de setembro, no Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura

A exibição hors concours será feita no mesmo dia do anúncio dos curtas e longas vencedores do festival. “O cinema cearense está em pauta e temos a honra de exibir, em sessão especial, um longa realizado no estado para o público do Cine Ceará, que é um dos festivais mais importantes do circuito”, afirma Rosemberg Cariry.

“Os Pobres Diabos” é estrelado por Silvia Buarque, Chico Diaz, Everaldo Pontes, Gero Camilo, Zezita Matos entre outros. Este é o 12º longa-metragem de Cariry e marca o retorno dele à ficção após realizar os documentários “Patativa do Assaré, Ave Poesia” (2007) e “Cego Aderaldo – O Cantador e o Mito” (2012) – exibido na última edição do Cine Ceará -, entre outros. No dia 18 de setembro, o filme abrirá a mostra competitiva do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

A trama surgiu das memórias do próprio cineasta quando vivia no sertão do Ceará, onde era comum a presença de circos itinerantes que, embora muito pobres, eram cheios de magia e de atrações exóticas como as rumbeiras mexicanas e os personagens inspirados nos grandes filmes de aventuras. “Entre as atrações eu gostava muito dos artistas sertanejos que vestiam roupas extravagantes e tentavam parecer internacionais, falando em outros idiomas, de forma bastante estropiadas, para dar ar de importância. Tudo parecia um sonho, naquele mundo de ilusões, de faz de conta. As peças teatrais, retiradas das canções melodramáticas ou dos grandes sucessos da literatura de cordel, eram fantásticas, surreais – dramáticas e cômicas ao mesmo tempo”, conta o diretor.

“Os Pobres Diabos” mostra a difícil jornada dos artistas e trabalhadores de um pequeno circo lutando pela sobrevivência, permeada de aventuras e desventuras dos anti-heróis picarescos inspirados nas artes populares. “Vemos que o espetáculo continua, apesar de todas as dificuldades. O filme tem um espírito bem humorado, mas esbarra em uma dura realidade que se encaminha, no final, para uma tragicomédia”, afirma o cineasta.

Após o Festival de Brasília, o filme “Os Pobres Diabos” continuará no circuito de festivais nacionais e internacionais. O lançamento comercial está marcado para o segundo semestre de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!