sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A continuação de "O Iluminado" promete o mesmo ritmo eletrizante



Chegou setembro e com ele a continuação da mais assustadora obra de Stephen King, O Iluminado. Dr. Sleep é uma continuação da história do menino Danny

Há 35 anos atrás, o mestre do horror, Stephen King, apresentava um dos mais sombrios e assustadores romances de sua carreira: O Iluminado. King explicou que o título da história foi inspirado em uma canção de John Lenon chamada instant karma, que continha a frase “We all shine on”.

O livro é considerado um dos melhores do autor e um clássico moderno do terror. Em 1980, o diretor Stalnley Kubrick levou a história para o cinema com Jack Nicholson no elenco em uma de suas mais perturbadoras representações. Embora com uma história diferente do livro, Kubrick criou uma atmosfera de medo e terror que assusta mesmo os mais valente fãs do gênero até nos dias de hoje. Em 1997, Stephen King produziu uma série mais fiel ao livro que contou com a atriz Rebecca DeMornay de A Mão que Balança o Berço no elenco.

Anos depois da publicação do livro e das adaptações o cinema, Stephen King anunciou o seu retorno ao terror e também ao universo de O Iluminado. Está prometido para este mês de setembro o lançamento de Dr. Sleep, uma continuação da história do menino Danny. A trama de Dr. Sleep considera o hiato temporal entre os dois livros e fala sobre um Danny já adulto. Ele mora em Nova York e trabalha em um hospital, onde, com seus poderes, ajuda doentes terminais a morrer em paz.

King ressaltou os perigos de retornar a uma história tão marcante como esta. No entanto, ele mostrou-se empolgado com o desafio de manter os mesmos sustos de 35 anos atrás e garantir seu retorno ao terror, que lhe trouxe tanta fama. A Warner está trabalhando em um filme dentro desse universo, que aconteceria antes dos eventos do primeiro livro. Esse filme, a princípio, não tem relação com o livro Dr. Sleep.

Stephn King já se provou um excelente autor ao longo dos anos. Mesmo com um número elevado de obras, ele não mostrou queda na qualidade. Nos resta esperar e confiar na sua “maturidade literária”. O que será que está por vir? (medo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!