quarta-feira, 14 de agosto de 2013

E.L. James , autora da trilogia '50 Tons...' é a mais bem paga do mundo, segundo a 'Forbes'



José Saramago, John Maxwell Coetzee, Umberto Eco, Mario Vargas Llosa, Gabriel García Márquez, Cormac McCarthy são 'top ten' da literatura mundial, a maioria com Nobel no currículo, mas todos juntos não amealharam o que E.L. James ganhou em um ano

A escritora britânica E.L. James, autora da açucarada e algo pornográfica série erótica 50 Tons de Cinza, entrou para a lista da revista Forbes dos escritores mais bem pagos do mundo e logo na primeira colocação. James, ex-executiva de TV, ultrapassou nomes habituais da lista, como James Patterson, Danielle Steel e Stephen King. Ela recebeu estimados US$ 95 milhões no período de um ano, encerrado em junho de 2013, graças à picante trilogia.

Nem mesmo Dan Brow e seus retumbantes sucessos (O Código da Vinci, Anjos e Demônios e o mais recente lançamento Inferno), alcançou números tão exuberantes em termos de ganhos. "O formato de livro eletrônico foi um fator crucial, dando aos leitores uma forma fácil de adquirir sequências cheias de sexo - e uma maneira discreta de lê-los em público", disse a autora à Forbes.

Como qualidade do texto nem sempre gera super vendas, nomes como José Saramago e John Maxwell Coetzee sequer figuram no rol dos cinquenta mais remunerados. Patterson ficou em segundo lugar, com um rendimento estimado em US$ 91 milhões. Suzanne Collins, de Jogos Vorazes, aparece em um distante terceiro lugar, com US$ 55 milhões. O apresentador de TV Bill O'Reilly, autor de livros sobre os assassinatos de Abraham Lincoln e John Kennedy, aparece em quarto, com US$ 28 milhões. Steel, autora de 128 livros, fica em quinto, com US$ 26 milhões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!