terça-feira, 16 de julho de 2013

Stevie Wonder, Beyoncé e sua irmã Solange Knowles, além de Rihanna, Chris Brown e Myley Cyrus protestam contra decisão judicial




Stevie Wonder anuncia boicote a 23 estados dos EUA após absolvição do vigia Zimmerman, acusado de matar Trayvon Martin, adolescente negro que caminhava desarmado

Sempre envolvido na defesa dos movimentos sociais americanos, o cantor e compositor norte-americano Stevie Wonder anunciou nesta terça-feira (16/07) que vai boicotar a Flórida e outros 22 estados dos Estados Unidos que têm leis que protegem os proprietários de armas de fogo de usá-las de forma letal se achar que sua vida está ameaçada, como aconteceu com o ex-vigilante George Zimmerman.

Wonder, de 63 anos, uniu-se aos protestos contra a decisão do júri em Sanford (Flórida), e à Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP). A entidade indicou que já recebeu mais de 800 mil assinaturas de apoio a seu pedido para que o Departamento de Justiça dos EUA inicie um julgamento civil contra Zimmerman por violação dos direitos civis de Martin.

A polêmica decisão do júri tem causado protestos em diversas partes dos EUA, e vários artistas famosos, incluindo Beyoncé e sua irmã Solange Knowles, além de Rihanna, Chris Brown e Myley Cyrus criticaram a decisão.

Martin, adolescente afrodescendente de 17 anos, caminhava desarmado pela cidade de Sanford, no Estado da Flórida, quando foi abordado pelo vigia voluntário, George Zimmerman, de descendência hispânica. Zimmerman acionou a polícia, que solicitou que ele não tomasse qualquer ação, mas o vigia ignorou a determinação das autoridades e atirou no peito Martin, que morreu no local, sem indícios e provas de luta ou confronto. Ele estava desarmado quando foi morto.

Grande parte da classe artística americana está solidária com o movimento de revolta em virtude da decisão judicial e promete cerrar fileiras junto aos artistas já engajados na luta por justiça.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!