domingo, 14 de julho de 2013

Semelhanças entre o jazz enquanto dança e no viés musical

Nat King Cole: uma dos maiores nomes do jazz

Análises do movimento do jazz remete os créditos da dança à parte da população negra americana, assim como crê-se ser dela a origem musical. Dentro desta ótica, destaca-se uma das principais características da dança jazz: uma manifestação artístico-corporal que influencia até hoje até os espetáculos da Broadway

Ao contrário do ballet, uma dança tipicamente erudita, o jazz se caracteriza por ser uma dança bastante popular. Acredita-se que a manifestação da dança jazz tenha surgido paralelamente ao desenvolvimento da música jazz, o que remeteria os créditos da dança à parte da população negra estadunidense, assim como se credita a origem musical.

As semelhanças com a música jazz não param por aí: se a principal característica do jazz música é o improviso, a principal característica do jazz dança também é o improviso. Isso significa que há uma maior liberdade de movimento para a composição da dança, quando comparada às danças clássicas. Ainda assim, muitos de seus movimentos básicos têm origem no ballet clássico e na dança moderna.

É possível descrever essa dança como uma manifestação corporal acompanhada de música, marcada pela polirritmia (quando o corpo acompanha vários ritmos simultaneamente), movimentos sincopados (quando há rompimento dos movimentos já internalizados e estabelecem-se outros padrões de movimentos) e pelo swing. Ainda que a influência da música jazz seja bastante intensa sobre a constituição dessa dança, sua prática não necessariamente é acompanhada desse estilo de música, o que permite ao praticante liberdade também na escolha musical.

O jazz no Brasil

O ingresso do jazz no Brasil se deu nas décadas de 30 e 40 do século XX, quando até Luiz Gonzaga executava os acordes no seu acordeon de 120 baixos, na noite carioca, mas tomou corpo na década de 50. Foi apenas nos anos 60 que houve um maior desenvolvimento dessa dança em nosso país, fato que se refletiu na grande quantidade de espetáculos produzidos.

No entanto, foi nas décadas de 80 e 90 que o jazz ganhou os estabelecimentos de ensino de dança em nosso país, popularizando-se também como elemento integrante da educação corporal infantil. Apesar do desenvolvimento, o jazz está longe de ser popular entre os brasileiros que enxergam no movimento uma característica americanizada e algo elitista.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!