terça-feira, 7 de maio de 2013

Um disco com o título “Sexo & Rock´N´Roll” não poderia ser de outro senão Erasmo Carlos


Divertido, sem pudor, corajoso, genial, criativo. O Tremendão Erasmo Carlos está comemorando 50 anos de estrada da maneira como mais gosta: rodando o país com seu novo show Sexo & Rock´N´Roll

O show faz um passeio por todas as fases da carreira de Erasmo, com sucessos como “Sentado à Beira do Caminho”, “Minha Fama de Mau” ( frutos da sua eterna parceira com Roberto Carlos), “Mulher” (Erasmo Carlos/Narinha), conhecidos como clássicos pelo seu grande público.

Rock é coisa séria e esse último trabalho do “Tremendão” é a cara dele cantando no palco vestido de couro preto da cabeça aos pés, enquanto marca o beat da música com a mão na coxa. Desde Marlon Brando e James Dean, Erasmo é o nosso bad boy. Ele era o bad boy da Jovem Guarda, o que, para muitos, significa ser ele o verdadeiro pai do rock brasileiro. E no meio dos vários nomes que frequentam as atuais paradas de sucesso com suas mesmices, eis que nosso Tiranossaurus Rex mostra o seu trabalho só com inéditas. As músicas são a simplicidade com trombetas.

Uma grande fã do roqueiro escreveu sobre o novo álbum: “As letras o pretinho básico com diamantes. O backing vocal um coral de anjos infernais. Os instrumentos e os arranjos são pérolas do bom gosto (rola até um Farfisa e um Hammond no meio de modernidades sonoras)”.

A produção do disco é de Merlin Liminha e Erasmo, irreverente como sempre, se diz um sacanão genial, cover de si mesmo no meio dos Elvis, Robertos, Rauls e Beatles, seus roqueiros porretas.

Os mais de 50 anos de carreira mostra que o que tem valor se pereniza, enquanto as futilidades perdem-se no caminho, a exemplo de lek, lek, lek, eu quero tchú... e outras baboseiras mais.

Euriques Carneiro



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!