domingo, 5 de maio de 2013

Roberto Carlos vai processar o sucessor de Hugo Chávez por uso de música sem autorização


O cantor e compositor Roberto Carlos vai entrar com uma ação contra Nicolás Maduro, pelo uso desautorizado da canção “Detalhes” em uma propaganda política


Em busca de ligação emocional com os venezuelanos, que sentem saudades do perfil pop de Hugo Chávez, que morreu em março vítima de câncer, o presidente Nicolás Maduro apelou para o romantismo de Roberto Carlos.

São as notas ao teclado de "Detalhes", em sua versão em castelhano cantada pelo próprio Rei, que introduzem uma propaganda de Maduro.

"Detalles tan pequeños de los dos/son cosas muy grandes para olvidar" ("Detalhes tão pequenos de nós dois, são coisas muito grandes para esquecer"), canta Roberto.

Então, surge o narrador: "Detalhes - Histórias reais vividas na rota do ônibus da revolução", uma referência ao passado de Maduro como motorista de ônibus.

A propaganda, de pouco mais de dois minutos, foi veiculada na televisão estatal VTV há duas semanas e está disponível na página da presidência venezuelana no Youtube.

Na peça, Maduro visita no Estado de Amazonas uma família de eleitores do opositor Henrique Capriles, derrotado nas recentes eleições do país, com a música de Roberto Carlos ao fundo. Segundo sua assessoria jurídica, o cantor não costuma autorizar a utilização de suas músicas para fins políticos e enviará uma notificação jurídica à Venezuela, assim como tomará medidas indenizatórias pelo uso indevido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!