sábado, 4 de maio de 2013

Dominguinhos apresenta melhoras e deixa esperançosa a sua legião de fãs


A luta do maior músico da cultura nordestina, um dos mais geniais instrumentistas do País, se dá em um quarto do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo

O maior músico da cultura nordestina e um dos mais geniais instrumentistas do País, ratificando a máxima de Euclides da Cunha “O sertanejo é, antes de tudo, um forte”, não se entrega e luta tenazmente pela vida. Há cerca de dois anos, foi diagnosticado com um câncer de pulmão, fez tratamentos de rádio e quimioterapia, mas jamais falou sobre a doença com a imprensa. 

Mesmo com a saúde debilitada, mostrou a sua incapacidade de dizer não e viajou em dezembro de 2012, até Exu, no interior de Pernambuco, para tocar nos 100 anos de nascimento de Luiz Gonzaga. Uma decisão difícil, tomada depois de uma noite de lágrimas como respostas às súplicas de Guadalupe. "Eu dizia para ele não ir e ele só chorava. Ele nunca diz não." Como agravante, pesou o fato do músico não viajar de avião, obrigando-o a uma difícil e penosa viagem de 700 km de carro de Recife para Exu.

O estado de saúde do sanfoneiro começou a se agravar quando uma arritmia cardíaca e uma infecção respiratória o levaram a ser internado no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Santa Joana, o mesmo onde Luiz Gonzaga foi internado em 1989, vindo a falecer no dia 02.08 daquele ano.


Nos últimos dias ele vem recobrando lentamente a consciência e respondendo a contatos como o aperto de mão da sua esposa Guadalupe. Esta débil melhora já lhe permite perceber o que o rodeia, a exemplo da visita do flautista Proveta que surgiu tocando no quarto, acompanhado pelo sanfoneiro Mestrinho. Um brilho familiar surgiu nos olhos do filho ilustre de Garanhuns (PE) e ele parecia pedir para que os músicos tocassem:


"Tô com saudade de tu, meu desejo
Tô com saudade do beijo e do mel
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu céu
É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais

Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz
Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não dá pra ser feliz, assim
Tem dó de mim
O que eu posso fazer
 "


A bênção mestre Dominguinhos. Que o Criador abençoe a sua recuperação e que você possa alegrar muitas festas de São João, Brasil afora.


Euriques F. Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!