quinta-feira, 25 de abril de 2013

Estátuas gregas de homens nus são censuradas em exposição no Catar

Uma das peças censuradas no Catar
Em pleno era de aceitação das diversidades, onde toda forma de preconceito está sendo combatida, ainda persistem práticas de censura até da arte. Desta vez foi o Catar que censurou uma exposição onde constavam do acervo peças com nu masculino

Duas estátuas, esculpidas para os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga, foram retiradas de uma exposição no Catar após uma medida contra nudez do Ministério da Cultura do país. A mostra "Olympia: Mito - Culto - Jogos" está em exibição em Doha desde o fim de março, mas, apenas recentemente, se tornou público que duas peças foram censuradas.

"As estátuas já voltaram para a Grécia. Os organizadores queriam cobri-las com um pano negro, então elas nunca foram exibidas. Nós as devolvemos para os gregos no último dia 19 de abril", informou uma fonte do Ministério da Cultura do Catar à AFP. As duas obras retratam atletas nus, prática comum na Grécia Antiga. A exibição dos órgãos genitais, porém, enfrentou resistência pelos costumes islâmicos do país do oriente Médio.

Costas Tzavaras, ministro da Cultura grego, participou da abertura da exposição, em Doha, no dia 27 de março, e declarou que o evento abre "uma ponte de amizade" entre os dois países. Segundo os organizadores, 600 peças foram cedidas por três museus gregos para compor a mostra, que dura até o dia 30 de junho.

Em janeiro, o governo do Catar, país com maior PIB per capita do mundo, oficializou o investimento de 1 bilhão de euros (cerca de R$ 2,6 bilhões) para ajudar na recuperação da economia grega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!