terça-feira, 30 de abril de 2013

50 melhores restaurantes do mundo: alimentar o ego e esvaziar o bolso

El Celler: o número 1 do mundo
Publicado há cerca de dez anos, o ranking organizado pela revista inglesa "Restaurant" tornou-se um radar gastronômico mais comentado que as lendárias estrelas Michelin ou qualquer outra listagem do gênero


Ligado às tendências e ao burburinho foodie, que conduz hordas de gourmands a almoços e jantares em lugares nada óbvios - da Catalunha à Cidade do México, de São Paulo a Copenhague - o prêmio da Restaurant faz barulho ao comparar restaurantes do mundo todo sem identificar filiações (as diferenças entre comida espanhola, amazônica e peruana se diluem), ligando pontos nada óbvios no mapa-múndi da gastronomia. Está mais conectado à era da informação rápida, de fotos e textos compartilhados em redes sociais e dos favoritismos de fim de semana.

Falar em lista, aliás, é quase uma ingenuidade. O 50 Best é, acima de tudo, uma competição. O anúncio do ranking em Londres lembra o Oscar - tem até tapete vermelho antes da entrega. A cerimônia é elétrica, com gritinhos, palmas e pódio festejado. Para os chefs, é garantia de casa cheia por pelo menos um ano.

Patrocinada por uma marca de água mineral italiana (San Pellegrino), a premiação da Restaurant provocou resposta quase imediata no sisudo Michelin, que concentrava suas avaliações pela Europa e hoje já avalia cidades como Chicago, Nova York e Tóquio.

Ao longo do tempo, o prestígio e o alcance do ranking só crescem: no final de fevereiro, a Restaurant divulgou o ranking de 50 melhores restaurantes da Ásia, e prometeu para setembro o anúncio da lista latino-americana.
E o custo? 
Se você tem disposição e condições para frequentar os estrelados da lista dos melhores restaurantes do mundo, veja abaixo quanto vai gastar em cada um deles para comer o menu-degustação. Na relação abaixo, apenas um brasileiro: 


1 º El Celler de Can Roca (Girona, Espanha)
6 pratos por 130€ (R$341,12); 14 pratos por 160€ (R$ 419,84)

2º Noma (Copenhague, Dinamarca)
20 pratos por DKK 1,500 (R$527,85)

3º Osteria Francescana (Modena, Itália)
7 pratos 110€ (R$ 288,64), 9 pratos 150€ (R$ 393,60), varia de acordo com a estação 180€ (R$ 472,32)

4º Mugaritz (Errenteria, Espanha)
20 pratos 180€ (R$472,32)

5º Eleven Madison Park (Nova York, EUA)
15 pratos por US$ 195 (R$ 391,64)

6º D.O.M. (São Paulo, Brasil)
4 pratos (queijo e sobremesa) por R$357; 8 pratos (queijo,2 sobremesas) por R$495

7º Dinner by Heston Blumenthal (Londres, Reino Unido)
8 pratos por £150 (almoço) £200 (jantar) ; (R$459,39 e R$ 612,52)

8º Arzak (San Sebastian, Espanha)
15 pratos por 180€ (R$472,32)

9 º Steirereck (Viena, Áustria)
Seis pratos por 125€ (R$ 328,24) e 135€ (R$ 354,50) pelo menu de sete tempos

10º Vendôme (Bergisch Gladbach, Alemanha)
Menu pequeno por 110€ (R$ 288,85) e menu completo por 230€ (R$ 603,96)

Fonte: estadao

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!