quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Legião Urbana comemora os 30 anos de existência



A banda Legião Urbana se apresentava pela primeira vez ao público há exatos 30 anos, em Patos de Minas, como convidada do festival “Rock no Parque”
Há exatos 30 anos, na cidade de Patos de Minas (MG), a Legião Urbana se apresentava pela primeira vez para um público. Naquela tarde de domingo, um amontoado de curiosos fãs de rock acompanharam um franzino vocalista cheio de energia cantar canções como "Música Urbana 2" e "Vote em Branco", que falavam sobre repressão policial e o poder do voto, em plena ditadura militar.

Convidada para se apresentar no festival "Rock no Parque", a banda tocou sem receber cachê. "Não tem problema, a gente é uma banda pequena. Estamos começando", disse Renato Russo ao ser informado pelo produtor do evento, uma semana antes no edifício Brasília Rádio Center, que as únicas despesas pagas seriam as do transporte e da alimentação.

No fim do show, quando se preparavam para voltar para a capital, policiais que acompanharam a apresentação abordaram a banda. "Vocês são os músicos de Brasília que acabaram de tocar?", perguntaram. Com a resposta afirmativa, os integrantes foram levados, então, para um posto policial e obrigados a mostrar as carteiras de identidade. Os roqueiros se exaltaram. Reclamaram da falta da liberdade para se expressar. Quando começaram a achar que iriam passar a noite na cadeia, receberam a boa notícia. "Vão para a rodoviária e peguem o primeiro ônibus de volta para Brasília", disse um dos superiores.

Sentados no fundo do ônibus, os músicos riram do acontecido e confessaram que chegaram a temer as botinadas dos militares. Naquele dia, a 405 km de Brasília, nascia para o país uma das bandas mais importantes da música brasileira.

Fonte: CB


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!