quarta-feira, 12 de setembro de 2012




Dois dos mais importantes nomes da música nacional, Miúcha e Roberto Menescal, realizarão encontro que discutirá as raízes do movimento que internacionalizou a música brasileira e a repercussão desse movimento, dentro e fora do Brasil


A praça central do Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília (DF), será tomada nesta quarta-feira (12/9) pelas vozes de Miúcha e Roberto Menescal na edição do projeto Sarau de Ideias. Mas nenhum deles veio à capital para fazer um show. A ideia é reunir os artistas com o público para um debate sobre a história da música e, no caso deles, da bossa nova. O papo da vez será sobre as origens do movimento e até onde vão as influências do jazz nos acordes criados pelos músicos brasileiros. Nesse debate, vai ser difícil ficar sem cantar um pouco. “Vou trocar ideias e trocar notas também. É bom para exemplificar o que a gente tá falando. Não tem nada preparado, mas pelo menos uma despedida a gente faz”, garante Menescal.
Na opinião do músico capixaba, a ideia é oportuna porque permite discutir o que acontecera com a música brasileira naquela segunda metade do século 20. Menescal afirma que o sucesso do movimento foi algo que ele jamais poderia ter imaginado quando começou as samba sessions com os amigos. “Pensava: ‘Se durar um ano essa onda, vai ser legal demais. Aí durou, né? A coisa cresceu e estamos presos à bossa até hoje”, brinca.
Será uma ótima oportunidade para se discutir os rumos da MPB e o marasmo em que ela mergulhou, a ponto das estrelas da nossa música já estarem na casa dos 60, 70 anos, provando que foram poucos os novos nomes que surgiram desde a eclosão do movimento Bossa Nova.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!