sábado, 18 de agosto de 2012

Um legítimo Picasso incógnito há 50 anos


 (michael wheatley/evansville museum of art, histpry &science)
Erro fez com que obra de Picasso ficasse escondida por 50 anos em museu, com autoria atribuída a outro artista
Um erro de catalogação fez com que uma obra do espanhol Pablo Picasso ficasse quase 50 anos escondida na coleção do Museu de Evansville em Indiana nos Estados Unidos. A informação é do jornal britânico The Guardian. Segundo a publicação, a obra estava nos fundos do museu e tinha sido classificada como de autoria de Gemmaux, apesar de ter a assinatura de Picasso no canto direito da vidraça.A confusão ocorreu porque em francês o tipo de vidraça usado na obra quer dizer "gemmail" e no plural é "gemmaux", como ficou atribuída a autoria da obra. Após a descoberta o Museu de Evansville tenta capitalizar a obra para colocá-la em leilão.
A obra intitulada Mulher com chapéu vermelho (foto) foi feita pelo artista com uma técnica usada em vidraças nos anos 50. Muitas obras feitas com essa técnica estão hoje em museus importantes dos Estados Unidos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!