domingo, 26 de agosto de 2012

100 anos de Gonzagão: a homenagem da vez foi em São Paulo




Homenagem a Luiz Gonzaga no Vale do Anhangabaú(SP) teve shows de Elba Ramalho e Falamansa, festival gastronômico, exposição e leituras de cordéis abordando a obra do artista nordestino
Já falamos aqui no Artecultural da avalanche de homenagens a Luiz Gonzaga que ocorreriam em todo o país, neste ano em que artista pernambucano, completaria 100 anos. A mais recente, aconteceu neste final de semana, 25 e 26, na capital paulista. As atrações, gratuitas, foram das 12h até às 23h, compostas por apresentações musicais, uma exposição e degustação de pratos típicos, com destaque para os shows de Elba Ramalho e da banda Falamansa.
Acompanhadas por maciça presença de público, as performances musicais foram divididas em dois palcos separados no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. O Falamansa se apresentou ao lado de Jorge du Peixe, da Nação Zumbi, às 20h do sábado enquanto Elba cantou por volta das 15h30 do domingo. Outro artista de destaque na programação foi o músico Dominguinhos parceiro e grande amigo de Luiz Gonzaga, que encerrou a série de shows.
As loas à carreira do "Rei do Baião" foram celebradas ainda durante um evento gastronômico nas ruas da cidade, que teve pratos típicos da culinária do nordeste do país com a colaboração de chefs e estabelecimentos de São Paulo, como o “Bar dos Cornos”. As comidas foram oferecidas durante todo o final de semana com preços entre R$ 5 e R$ 15.  Já no espaço "Tenda de Cordel Chapéu de Palha", houve exposição e leituras de cordéis e poemas com referências à obra de Luiz Gonzaga e o cotidiano do Nordeste que ele cantou durante a sua carreira.
Aconteceu ainda um debate na Galeria Olido sobre a redescoberta do forró durante a década de 1990, - onda na qual apareceram artistas e grupos como Falamansa - e um cortejo que partiu, a partir do meio-dia de domingo, dois pontos da cidade: a Praça da República, com o trio “Ó do Forró” e a Praça da Sé, com o trio Bastião.
Desta vez foi em São Paulo, - cidade que abriga  uma incontável legião de nordestinos,  - mas até o dia 13 de dezembro, data do nascimento do “Velho Lua”, muitos outros eventos ainda acontecerão em sua homenagem. E ele é merecedor de todas elas.
 

Um comentário:

  1. Se tem uma cidade que realmente tinha a obrigação de prestar uma homenagem a Gonzaga, esta era S.Paulo. Afinal, qual metrópole do mundo abriga tão numerosa quantidade de Nordestinos, que ajudaram e ainda ajudam a construir a megalópole? Nada mais justo.

    Sebastião Varjão

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!