quarta-feira, 25 de julho de 2012

"Um Piano na Estrada" é o projeto itinerante de Arthur Moreira Lima



Com o projeto Um Piano pela Estrada, Arthur Moreira Lima já percorreu o Brasil inteiro com o piano montado em um caminhão palco

Um dos mais ilustres torcedores do Fluminense, o pianista Arthur Moreira Lima fica irritado quando lhe perguntam sobre os palcos como se os tivesse abandonado. Há 10 anos, quando deu início ao projeto Um Piano pela Estrada, o pianista passa 60% do tempo debruçado sobre o teclado de um piano instalado no caminhão palco com o qual já percorreu o Brasil inteiro. Os outros 40%, Moreira Lima dedica aos palcos tradicionais. “É um tremendo maniqueísmo achar que só pode fazer uma coisa, não pode fazer outra. Realmente, o caminhão me toma a maior parte do tempo, isso é verdade, mas não deixei de tocar no palco”, avisa. E é para tocar em um palco mais ou menos tradicional que ele desembarcou em Brasília nesta quarta-feira (25/7).

Mostrando o seu lado altruísta, o pianista participa do coquetel de lançamento do projeto Espaço de Talentos, criado pelo Instituto Chamaeleon para ensinar música, teatro, dança e idiomas a crianças vítimas de violência sexual e maus-tratos. Moreira Lima não vai fazer um recital tradicional, vai apenas tocar duas ou três músicas e dividir o piano com André von Frasunliewiecz e Romano Malacco. 

O evento será realizado na Embaixada da Argentina, que recebe a festa de lançamento, e é fechado para convidados das instituições que vão investir no projeto. O recital mesmo, o pianista só faz em outubro, quando promete tocar peças incorporadas ao repertório durante as quase seis décadas de carreira. “Devo tocar a velha receita: clássicos que se tornaram populares e populares que se tornaram clássicos”, avisa. Nos planos, estender suas apresentações aos palcos tradicionais das principais capitais do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!