sexta-feira, 13 de julho de 2012

O pianista Nelson Freire faz apresentações em São Paulo e pode estender a turnê para o Nordeste



Nelson Freire faz apresentações na Sala São Paulo e no Parque do Ibirapuera (SP), interpretando Memoprecoce, de Villa-Lobos


O pianista Nelson Freire iniciou nesta quinta-feira, 12, uma temporada de concertos que vai mantê-lo em São Paulo nas próximas semanas - e antecipar o programa com o qual ele viajará com a Osesp (Oequesta Sinfônica do Estado de São Paulo) na turnê do grupo pela Europa. Quinta, sexta e sábado, na Sala São Paulo, e domingo, no Parque do Ibirapuera, Freire interpreta o Momoprecoce, de Villa-Lobos, com a orquestra regida pela titular Marin Alsop (o programa tem ainda a "Sinfonia n.º 9" de Dvorak e "Estância", de Ginastera).

Momoprecoce foi escrito no fim dos anos 20, depois dos primeiros períodos passados pelo compositor em Paris - e é contemporâneo de obras-primas como o Noneto, as Cirandas e alguns dos Choros - e, escrita para piano e orquestra, usa material que o próprio compositor já utilizara anos antes, ao escrever o Carnaval das Crianças, em que misturava temas tradicionais de cantigas infantis a melodias populares brasileiras. Falando recentemente sobre a peça, Freire chamou atenção para a experiência de tocar a obra em suas duas "versões". "Você tocar a versão para piano solo e depois a orquestral é muito interessante. O que acontece é que você se dá conta do requinte da orquestração do Villa-Lobos, do modo como repensa a harmonia, com uma alegria e uma beleza riquíssimas."


A música de Villa-Lobos é o eixo do disco que o pianista registrou este ano para o selo Decca, todo dedicado a autores brasileiros (as gravações foram realizadas em fevereiro e o lançamento deve ocorrer ainda no segundo semestre). Da mesma forma, ele vai tocar o Momoprecoce na turnê europeia do grupo, em agosto. O pianista se apresenta em dois concertos, em Wiesbaden, na Alemanha, e em Londres. Nas outras duas aparições, o solista será o violoncelista Antonio Meneses, com o concerto de Dvorak.
Antes da viagem, porém, no dia 22 de julho, Freire volta à Sala São Paulo como solista da Orquestra de Bolsistas do Festival de Inverno de Campos do Jordão, interpretando o Concerto n.º 20 de Mozart sob regência de Alsop - o concerto em Campos do Jordão, com o mesmo programa, será na noite do dia 21. A asessoria do pianista disse estar analisando a possibilidade de estender as apresentações para outros estados, incluindo algumas capitais do Nordeste.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!